quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Razões da derrota petista

Em Porto Alegre a vitória de Fumaça pode ser atribuída a sua brihante estratégia de não-prefeito. No ano passado pesquisas revelavam que ninguém conhecia Fumaça, era uma administração sem cara, sem face, era uma geléia. No último ano aparece o bonito com uma fala mansa e fazendo uma campanha espetacular do ponto de vista de marketing, acertou em cheio as suas falas, se fez de vítima e coitadinho. O PT ajudou bastante. Nem Maria do Rosário, nem Manuela lembraram da administração de Fumaça que passou o primeiro turno praticamente de lombo liso. Nada se disse da nossa herança de obras e realizações e nem se usou na TV os nosso prefeitos vitoriosos. Enfim, se Fumaça acertou no marketing, nós [o PT] erramos completamente.

Que coisa alucinante aquela história de Maria pra lá e Maria pra cá! Quem é Maria?!! O nome dela é Maria do Rosário! E o PT? E os nossos governos?

Um amigo recebeu um e-mail de uma vereadora do PT agradecendo o apoio e tal. Ele nem votou na vereadora, mas ficou indignado. Resolveu sentar e escrever uma resposta elencando tudo que foi feito em 12 anos de gestão petista em Porto Alegre e que era sonegado na propaganda. O alucinado listou 300 obras de fundamento! Dias depois ele viu um panfleto deixado no parabrisa do seu carro contendo exatamente a listagem que ele fez, na mesma ordem! Traduzindo, se não tivessem recebido o e-mail não saberiam! Isto é ridículo. O PT foi derrotado em Porto Alegre e o PT tem de aprender a lição. Olha, 2010 esta'aí!

Leia na íntegra em Agente 65. Grifos meus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário