quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Governo federal não vai socorrer papeleiras que fizeram jogatina


Ministro diz que esse é um problema privado

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse anteontem (21/10), em audiência pública na Câmara dos Deputados, que o governo federal não vai assumir prejuízos com derivativos de câmbio. Várias empresas exportadoras fizeram operações financeiras arriscadas, apostando na queda do dólar, e tiveram grandes perdas quando a moeda disparou, em virtude da crise financeira.“Essas empresas é que terão que arcar com os prejuízos, o governo não vai dar um tostão”, garantiu Mantega.

Ele disse também que esse é um problema privado e assim será tratado pelo governo. Ainda não sabe se o volume total do prejuízo com derivativos cambiais, de acordo com o ministro. Informações extra-oficiais dão conta de que cerca de 200 empresas exportadoras estariam em dificuldades financeiras em decorrência dessas operações.

Até agora, apenas a Sadia Alimentos (que promove matança industrializada de animais), e as papeleiras Aracruz e Votorantim assumiram publicamente perdas milionárias, e o fizeram porque têm satisfações a dar à Comissão de Valores Mobiliários, que defende os investidores em bolsa no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário