segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Parque Estadual de Itapuã será fechado



Reproduzo na íntegra matéria de Cristóvão Feil, em Diário Gauche, com grifos meus:
"Governo Yeda alega que a reserva ambiental só dá despesa

Recebo uma denúncia exclusiva.
O contrato de prestadores de serviço no Parque Estadual de Itapuã (Viamão, região Metropolitana de Porto Alegre) se encerra no dia 13 de outubro, próxima segunda-feira [ou seja, HOJE]. A empresa contratada através de licitação chama-se "Terra e Mar", que reúne profissionais como marceneiros, faxineiros, monitores de visitantes em trilhas nos diversos ambientes naturais do parque, etc.

Informalmente, o governo estadual diz que não fará nova licitação porque a unidade de conservação ambiental não apresenta lucro contábil, uma vez que o Estado arrecada cerca de 270 mil reais/ano com o ingresso de milhares de visitantes, especialmente nos meses quentes, e investe cerca de um milhão de reais do orçamento público anual.
O resultado desta drástica decisão do governo Yeda é o seguinte: o Parque Estadual de Itapuã será fechado à visitação pública (agora, de imediato), não irá receber a manutenção permanente necessária e será presa fácil de predadores ambientais e outros malfeitores das espécies raras que apresenta dentro da região Metropolitana. Motivo: unidade ambiental que não dá lucro, só despesa, revelando uma noção de mero cálculo contábil do ambiente natural a ser preservado.
Este é o governo tucano de Yeda Rorato Crusius e seus aliados, o mesmo governo que libera licenças ambientais no afogadilho para projetos que predam o bioma Pampa, como o das papeleiras Aracruz, Stora Enso, Votorantim Celulose, Veracel, e outras."
Foto: Farol de Itapuã, município de Viamão (RS), na cabeceira da laguna dos Patos, um dos locais mais belos do Estado e dos mais ricos em biodiversidade, animal e vegetal.

3 comentários:

  1. Parece que a Coca-Cola já se ofereceu pra adotar a área. Praião, palco com dj, várias cocas geladas, distribuição de brindes. Agora sim aquele mato vai servir pralguma coisa...

    ResponderExcluir
  2. é isso aí, resolvi fazer alguma coisa, né...

    encontrei uma maneira produtiva de canalizar minha raiva diante da situação política e ambiental que estamos vivendo aqui no estado e em poa.

    abraço!

    ResponderExcluir