quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Nota de repúdio do PT Municipal

Abuso de poder
e violação dos Direitos Humanos


A Bancada de vereadores do Partido dos Trabalhadores e o PT Municipal vêm a público manifestar seu desacordo e indignação a respeito da conduta da Brigada Militar em episódio ocorrido no último domingo (29/06), na Feira da Vila Santa Rosa.

A ação empreendida pela Brigada Militar (BM) na praça Vilmar Berteli, na Vila Santa Rosa, teve como finalidade a apreensão de produtos falsificados por solicitação da Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (SMIC). No entanto, a atuação dos policiais excedeu a mera apreensão e usou de desproporcional violência para intimidação da comunidade. O fato não tomou maiores proporções pela intervenção dos moradores presentes no local, que protestaram contra os excessos da operação.

Os agentes da BM chegaram ao local portando armas pesadas e cacetetes. A referida ação foi orquestrada pelo comandante do 9º Batalhão com a anuência do Comando Geral da Brigada Militar e sem a presença de um fiscal da SMIC responsável pela apreensão.

A Brigada, que tem como função primordial zelar pela segurança pública, realizar o policiamento ostensivo e dar suporte às ações do poder público, neste caso, empreendeu uma ação de guerra contra os ambulantes na praça central da Vila Santa Rosa. O fato causou pavor e medo nas pessoas que ali faziam suas compras e nas crianças e adolescentes que brincavam no parquinho e na cancha de esportes.

A Bancada e Partido são contra a pirataria, mas cabe ressaltar que a abordagem realizada pela BM foi totalmente equivocada, com abuso de poder e violação dos direitos humanos. Os ambulantes não ofereceram qualquer tipo de resistência à ação apesar de terem sido algemados, colocados ao chão e presos pelos brigadianos.

Esta prática de tratar os cidadãos como bandidos, adotada pelo atual Comando da BM, com a anuência da Governadora do Estado, representa um retrocesso do estado de direito e da democracia, que remonta à época lamentável da ditadura, que não queremos mais vivenciar. Esta postura autoritária precisa urgentemente ser revista e combatida por todos nós.

3 comentários:

  1. Vale lembrar que eram pessoas vendendo produtos falsificados. Se é contra a lei, então são criminosos. Direitos humanos no Brasil servem apenas pra proteger criminosos ao invés das vítimas.

    ResponderExcluir
  2. Criminosos?!?!

    Mesmo se fosse o caso, tu achas mesmo que a violência policial é justificada?

    A tarefa da BM nessa ocasião era APREENDER os produtos pirateados, e não BAIXAR O CACETE nesses pobres coitados, que ademais só cometem atos ditos 'ilegais' pois não têm quaisquer outras oportunidades de trabalho e renda.

    Tu deve ser da mesma LAIA que acha que manifestante é BADERNEIRO.

    abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Cristiano! Como é difícil as pessoas compreenderem que, mesmo bandido, o poder público precisa lidar com civilidade. De bandido, é que não se espera outra coisa, senão violência. Mas as polícias precisam abordar os supostos criminosos de acordo com princípios de segurança, não baseados em filmografia "roliudiana".
    Abraço,
    Claudia.

    ResponderExcluir