segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Corja reunida


Foto retirada de: http://www.rsurgente.net/2008/10/os-pacificadores-e-o-deserto-da-memria.html


Nem preciso dizer nada: a imagem diz tudo. Estes são os aliados do nosso estimado prefeito postulante à reeleição. Os cidadãos de Porto Alegre que de fato AMAM esta cidade deveriam fazer de tudo para que ele NÃO SE REELEJA.

É bem simples. No segundo turno, temos três opções: ou votar na Mariazinha (cuja campanha não empolga ninguém, diga-se de passagem), anular ou votar em branco. Qualquer uma delas será uma escolha digna. Mas votar em Fogaça... Faça-me o favor! Reelegê-lo é votar CONTRA Porto Alegre, CONTRA o meio ambiente e CONTRA a qualidade de vida em nosso município.

Com o incentivo que o setor imobiliário tem recebido por parte da administração municipal e seus comparsas na Câmara de Vereadores, nos próximos anos bairros tradicionais como Menino Deus e Cidade Baixa deixarão de ser redutos residenciais (na verdade, esse processo já está acontecendo, basta ver o grande número de prédios sendo erguidos no Menino Deus, onde moro), dando lugar a ESPIGÕES (apesar de antiga, gosto da palavra pela sonoridade que evoca), prédios com mais de DEZ andares.

Isto trará sombreamento (como no caso das avenidas Borges e Salgado Filho, no Centro, em que "paredões" de prédios impedem que o sol brilhe sobre a via pública), alterará o regime dos ventos, sobrecarregará o sistema de abastecimento de água e recolhimento de esgotos, exigindo novos investimentos do poder público para aprimoramento da rede.

Parece bom, né? Mas há uma questão: quem iria se beneficiar dessas melhorias? Os moradores desses novos empreendimentos, ou seja, a classe média alta, que é quem tem condições de adquirir apartamentos a partir de R$ 200 mil reais no bairro. As comunidades que NÃO TEM saneamento básico, estas terão que continuar sem recolhimento de esgoto, pois a lógica de uma administração como a de Fogaça é esta:

Beneficiar os abonados (investidores e especuladores do setor imobiliário; elite local com projetos como o Pontal do Estaleiro, novo Teatro da Ospa; e aliados políticos que se favorecem do "loteamento de cargos" na prefeitura)...

... enquanto aqueles que mais precisam continuam a esperar pela solução de problemas como a falta de moradias populares e de infra-estrutura básica (saúde, coleta de lixo e esgoto) em muitas comunidades pobres da cidade.

Sinceramente, tenho VERGONHA por quem votou em Fogaça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário