segunda-feira, 19 de outubro de 2009

José Otávio Germano: arrecadador de Yeda

Saiu na Isto É desta semana uma reportagem que exibe detalhes do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o envolvimento do deputado federal gaúcho José Otávio Germano (PP) na fraude do Detran. Procuradores do Ministério Público Federal (MPF/RS) concluíram que Germano ajudou Yeda Crusius a angariar fundos após a campanha em troca do direito de indicar a nomeação do presidente da autarquia estadual.

Germano, ex-secretário de Segurança no governo Rigotto, indicou para presidência do Detran Flávio Vaz Netto, acusado de integrar a 'societas delinquentum' que agia na autarquia. De acordo com o MPF, documentos comprovam que fraudes contra o patrimônio estadual foram possíveis graças à formação de uma organização criminosa que lesou os cofres públicos gaúchos por cinco anos.

O período em que houve maior sangria de verbas estatais coincide com a gestão de Germano na secretaria da Segurança Pública.
O dinheiro desviado do órgão foi destinado ao pagamento de propinas a agentes públicos, indica o MPF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário