sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Ações judiciais contra blogueiros e a força do jornalismo alternativo brasileiro

A mídia corporativa se sente ameaçada em seu âmago pois não possui mais o monopólio da imposição de sentidos e construção de realidades em nossas sociedades urbanas tecnomidiáticas. Blogs, redes sociais e jornalistas independentes vão aos poucos desconstruindo a hegemonia dos conglomerados de mídia, possibilitando a disseminação em tempo real de outras versões dos acontecimentos, de vozes dissonantes em relação ao pensamento único difundido pelos meios massivos.

Eles ainda detêm o poder de modelar a realidade e de pautar a política: porém, se vêem cada vez mais obrigados a compartilhar esse poder com blogueiros e jornalistas alternativos da internet. Com tiragens em queda e sua credibilidade posta diariamente em questão na web, a decadência é inevitável e irremediável; à mídia corporativa, só resta espernear e colocar seus advogados para tentar tirar uns pilas do Nassif, do Weissheimer, do Ungaretti e ver se assim eles calam a boca.

Tenho certeza: não calarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário